Crônica: Mentiras escritas

15:34




Desculpe, eu vivo mentindo pra você. E o ruim é que você  acredita em cada palavra, eu  já te fiz sofrer  muito não é? mas sei que já te deixei mais leve com minhas mentiras.Oh, não me olhe assim!Porque no final,é isso que eu sei fazer: mentir. É o que todos de minha raça fazem, e eu não sou diferente, não faço execeção a  regra. Eu lhe acorrento com minhas palavras,  levando-lhe a um mundo de mentira, e eu sei você ama os mundos que eu criei,e no fim para ti eles são reais como são para mim.

Desculpe, escritores mentem. Mentem quando faz com que tudo de certo no final, porque não é assim na vida real. Sempre teremos dez vezes mais conflitos do que quando terminamos de resolver um, entenda: nada daquilo existirá: nem o mocinho romântico, ou a mocinha indefesa, a bruxa má da história.

Porque no final  a gente descobre que o mocinho romântico pode ser rude e egoísta, que a mocinha pode ser  uma megera, e que não é ingenua de jeito nenhum, que a bruxa má, é má com a mocinha porque ela amava  um rapaz, mas ele escolheu a mãe da mocinha.

Mas afinal, de qualquer maneira, isso seria mentira. Porque escritores são uma raça cruel, eles lhe fazem acreditar no que eles acreditam, eles , sabem como encantar com palavras  bonitas, e você as aceitará sem pestanejar, porque nos somos feiticeiros,e aprendemos a lidar e a observar as emoções, nós tentamos domina-las a fim de quem leia as sinta.

Você deveria duvidar de tudo que digo e escrevo, mas você poderia confiar também. Mas lembre: eu não garanto que não farei seu coração chorar. Mas vem comigo! Garanto que lhe mostrarei belos mundos, só me siga.

O que faz aqui ainda?  Já  não disse que escritores mentem? Fomos criados para isso dar um pouco de ilusão ao mundo cheio de sua infinita razão. Será você capaz de amar alguém que mente em suas histórias? Será você capaz de aguentar alguém que finge emoções e não está passando por elas no momento em que lhe escreve? Será que você não percebe que isso é roubada, que eu  posso lhe dizer uma coisa, te dizendo outra? Será que não vê como posso ser persuasiva com o papel a ponto de lhe fazer chorar por minutos?

Porque no fim, quando o último ponto for dado eu vou lhe roubar aquele mundo criado até então.E porque eu consigo escrever mais coisa do que realmente sinto.Entenda: eu posso estar mentindo.  Você não tem razões para confiar em mim, e eu não tenho para cuidar com minhas palavras.  Escritores mentem para si mesmos, e para os outros: porque criam mundos que nunca existiram.
Por fim, me resta pedir: Não acredite no que eu digo, nenhuma vez. Oh, querido. Tolice. Porque está aqui?  Eu poderia mentir agora. 

Na verdade eu posso fazer isso desde que começou a ler esse texto, ou não.




You Might Also Like

1 comentários

  1. Cativante Sara ficarei à espera do proximo momento , adorei ,muitos beijinhos felicidades

    ResponderExcluir

Olá, o que achou? Comente, juro que respondo assim que possível. Se quiser pode me mandar um email também por:
sarasblog07@gmail.com

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images