CRÔNICA: Gelo

00:51











Há verdade é que era muito mais fácil para ela, não sentir. Ela não queria se envolver,  sentia que não podia,  porque ela não queria sofrer novamente. E então de tanto tentar ser forte, ela foi. De tanto se fingir uma pessoa fria, ela se tornou fria.

Mas ela sabia com quem deveria ser indiferente, com quem deveria realmente não se importar. Porque eles nunca se importaram. Ah, mas com quem ela se importava, ela realmente se importa. Ela aprendeu a dominar as emoções, a aprender a demonstra-las para as pessoas certas, na hora certa.

No fim, ela sempre foi uma boa menina, doce e delicada. Mas as vezes é preciso ser diferente, a vida ensina isso. E ela escolheu a forma fácil, ser desconfiada e não confiar realmente em ninguém. Não contara seus segredos ou suas razões, eles não precisam saber,  uma única pessoa -ela mesma- é mais que suficiente. No fundo ela sabe o que faz, ela só não pode construir uma muralha de gelo em volta do coração, sem passagem para os que ela se importa, eles tem acesso exclusivo ao seu amor, só eles.

E se você for uma dessas pessoas, eu te juro... ela sempre terá uma chave reserva, só pra você. Uma vez lá dentro, só você terá o  poder de decidir se fica ou se parte de uma vez. Mas acredite, se você for de fora, e ela de deixar entrar, ela confia muito em você. Mesmo que não querendo confiar,ela confia. E meu caro, você tirou a sorte. Porque ela nunca confia, porque ela é envolvida por uma redoma de gelo.

Se ela sente que estão a atravessar essa redoma, ela se fecha novamente, ela se afasta, ela te afasta. Porque ela não quer mais ninguém em sua vida complexa. Porque ela quer e precisa -ou assim acha- resolver tudo sozinha, porque afinal? Ela não sabe, só precisa.

No  entanto ela é fria a sua maneira, ela não era uma pessoa realmente fria. Ela só colocava um limite, afinal ninguém precisaria saber mais de sua vida do que já sabiam. Ninguém precisava saber das suas coisas, ela não queria que soubessem. Ela era gentil, mas curta. Tratava todos com certa educação, mas quando chegava ao seu limite, ela colocava o ponto final.

E todos sabiam até onde poderiam ir com ela. Mas o que todos não sabiam, é que ela não queria que eles a seguissem, queria viver em sua redoma, onde só quem era VIP   realmente conseguia entrar. Porque os outros, só achavam que entravam, quando na verdade ainda  estavam a quilômetros de sua redoma, porque ela deixava que pensassem assim, ela só não queria ser magoada de novo, mas também jamais quis magoar.

You Might Also Like

1 comentários

  1. A vida nos concede todos os dia novos momentos para que todos possamos sermos felizes ,nada como quebrar o gelo das indecisões que tantas vezes nos fazem temer o amanha ,beijinhos e um santo e feliz Domingo Sara .

    ResponderExcluir

Olá, o que achou? Comente, juro que respondo assim que possível. Se quiser pode me mandar um email também por:
sarasblog07@gmail.com

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images