Carta ao amor da minha vida

16:54



Olá, amor da minha vida

Eu não sei se você existe. Muito menos se vamos nos encontrar algum dia. Mas preciso me agarrar a essa certeza. Se você está lendo isso, provavelmente nos encontramos. Você está aqui comigo. Ual. Você existe, você me ama. Não é querer me gabar, mas você me aguenta. Aguenta minhas inseguranças principalmente comigo mesma, aguenta meu mal humor - bem mal mesmo - aguenta eu falando francês com inglês e português tudo junto. Aguenta meus gestos -e palavras- dramáticas. Aguenta a escritora existente em mim, aguenta meu pior e melhor lado, os lados que nem eu mesma sei que existo.

E eu que não acreditava mais no amor, pelo menos não nesse tipo de amor -para mim - agora tenho o amor que mais acho bonito. O amor que une almas. Uma ligação inseparável. Só me aguente mais um pouco. Isso, só me aguente mais um pouquinho. Com lágrimas nos olhos eu peço que não me deixe, porque se me deixar eu desisto de  amar. Igual quando eu era uma simples adolescente. E só eu sei quanto doía ter desistido desse amor.

Eu não vou mentir, eu já sonhei, ainda sonho com finais felizes, com um casamento e uma família para mim. Mas eu tinha desistido. Até aparecer você. Eu não queria me apegar, eu não queria amar, porque eu tenho a sensação de que a gente sofre na mesma medida que ama. E meu bem, eu mal te conhecia e já te amava. Foi uma ligação que eu não esperava. E eu sabia que  se  eu amasse eu sofreria, e eu estava sofrendo quando tentei jogar um balde de água fria em mim mesma, como faço desde meus 13 anos, para não me apaixonar.

Só que eu já tinha me apaixonado. Depois da paixão, sabemos que vem amor. E eu não sabia, mas eu sempre amei.
Só estou aqui pedindo, mon amour  que não desista de mim. Eu lutei muito para expulsa-lo de minha vida, mas você sabe que eu não consegui. Você merece um mundo melhor pra você, mas optou por ficar no meu mundo, e só Deus sabe que ninguém fica por muito tempo. Que ninguém aguenta. Você merece as cores, e eu sou preto e branco. Você soube de todos os riscos. De todos os meus defeitos e de todos os meus medos. Você soube como pode ser  o fim,  E mesmo assim quis ficar.

E eu já o amo muito mais. Por não desistir, por ficar. Eu o amo porque você me amou quando ninguém amou, amo porque você fez meu mundo colorido, amo porque você me aceitou, inteiramente como sou.   E eu o amo do jeito que és. Eu não sei como, porque e quando aconteceu. Mas quando percebi eu já te amava. Eu ainda amo. E sempre irei amar você, mon amour.

Obrigada por ficar.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Querida amiga Sara o amor é dos mais lindos sentimentos que poderemos ter ,não importam os entraves da língua o importante é senti-lo ,é vivê-lo dentro do nosso coração ,feliz é aquele que emana tamanha doçura ,que o deixa brotar num lindo sorriso de felicidade ,mas nunca nos podemos esquecer ,pois quem ama sofre ,o sofrimento e as desilusões farão parte da nossa vida ,mas o importante é fazermos que estas deixem de ter importância perante os gestos de amor que recebemos ,seguindo cada compasso do nosso coração e cheios de determinação prosseguimos em frente ,pois o tempo até nos pode envelhecer ,mas os nossos sentires ,as nossas emoções jamais ,muitos beijinhos Sara adorei .

    ResponderExcluir

Olá, o que achou? Comente, juro que respondo assim que possível. Se quiser pode me mandar um email também por:
sarasblog07@gmail.com

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images