CRÕNICA: Amor meu

14:49







Amor,

Por onde andas?Estou aqui, esperando por ti. Sei que és um ser brincalhão, mas brincar sempre de esconde - esconde enjoa. Me sinto em um labirinto. Você me jogou no centro dele, e não me deu conhecimento da saída.

Amor, por onde estás nesse imenso labirinto ao que  chamo de vida? Onde estás você meu amor? Tu que me disseste que me encontraria, onde quer que eu estejas, ainda não encontrou-me. Acho que nem eu a ti.

Amor,  você é a saída desse labirinto. Mas estou determinada a vagar por aí, para te encontrar. Quem sabe você também vaga por esse mesmo labirinto,  e aí a gente acha a saída juntos se nos encontrarmos no metade dele.

Amor, que me queres bem, que me tens. Oh, amor, meu. Onde estás, que me abandonastes aqui, descaradamente. Amor, que sabes o que sinto, amor que vives em parte de mim.

Não sabes que sem ti eu morro pouco a pouco? Porque não apareces agora?Oh, eu te escuto meu amor. Quando dizes que ainda não é a hora, mas serei eu capaz de suportar tamanho tormento em não te ter?
Meu amor, cantas uma canção para alegrar, dança para divertir, e fala como se houvesse um poeta em si, com a simplicidade  de uma criança.

Amor meu, sua humildade me cativas. Quando diz,que eu poderia facilmente amar alguém que não sejas tu. Tu não vês? És a tu que amo, amor meu. E não a ninguém que seja igual a você. Amor, você sabe que não aceito plágio, que não quero cópias de quem já amei. Amar a gente ama uma vez só, e ninguém pode dizer o contrário.

Depois que te amei, não há como desamar. A como se desapaixonar... mas desamar, quem é que deixa de amar uma parte de si mesmo? Amor meu, partes minhas ao qual não posso mais viver sem, oh, meu amor, és o coração que bombardeia sangue por todo meu ser, meu cérebro, que ordena como faço e quando faço as coisas, tu que me guia ao céu.

Oh, meu amor. Tens pleno controle de mim. Mas não vê isso. Não exiges o que sabes que não posso dar-te. Mas sabes que quando eu estiver pronta me terás mais do que qualquer outra coisa. Sabes que me terá por inteira, E amor meu,sei que jamais tiraria proveito disso.

Amor, não demores a chegar. Não penses que vou me cansar de te esperar,Só não demores muito a me encontrar, sabes que sou inquieta e curiosa, e posso me desencontrar ao tentar te encontrar.Oh, meu amor, te amos tanto. Nunca se esqueça disso, e se lembres disso ao me procurar e não me encontrar, eu estou aqui. Sempre estarei.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Querida Sara certamente um lindo ode ao amor ,cheio de louvor e exaltação ,pois o amor floresce em cada palavra por ti escrita ,em cada partilha vejo o reflexo desse lindo sentimento que emana do teu lindo coração ,muitos beijinhos viva o amor Sara.

    ResponderExcluir

Olá, o que achou? Comente, juro que respondo assim que possível. Se quiser pode me mandar um email também por:
sarasblog07@gmail.com

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images