CRÔNICA: Traído

16:35





Eu não sei o que dizer. Me sinto traído. É como se só eu estivesse me esforçando para que as brigas não acabem com a nossa amizade. Pô cara, deixa de ser tão cabeça dura. Senta aí e me escuta uma única vez na vida.

A gente vive brigando toda semana. Sinto que só eu tô me esforçando pra manter essa amizade. Pô garoto, você é meu irmão. O irmão que eu não tive. Percebeu que essas brigas sem sentido tem acabado com nosso companheirismo, deixando nossa amizade mais fraca?

Ei! Sabe, eu tenho vontade de desistir, ligar aquele botão, de dana-se. Cada um pro seu lado, siga seu caminho. Mas quando eu me viro, pronto pra te deixar, cara, eu sinto um pedaço de mim sendo arrancado. E dane-se se eu estou sendo o que você chama de menininha. E daí? Você se importa? É claro.

Só que não parece, viu? Me sinto ignorado e ofendido. Só eu meço minhas palavras, para não piorar essas brigas pra não ofender em demasia. Para contar mentiras eu paro aqui. Não vou dizer coisas ao qual me arrependerei depois.

Falta sentimento aqui. Você sente isso? A inimizade que parece pairar entre nós, brother. Cara. Desculpa. Parece que to fazendo algo errado. Tô mesmo? Se tiver, desculpa, sei que dizer que todo mundo é humano é clichê. Mas clichês na maioria das vezes são verdades.

Coloca o orgulho de lado. Eu sei que todos temos um orgulho próprio. Mas quando ele é em demasia, ele inflama o ego. Não estou dizendo que seu ego é inflamado, porque se fosse, cara, eu não seria seu amigo.

A verdade? É que eu to com muito medo de perder ''isso aqui'', é menininha de novo. Mas to com medo de perder a nossa amizade, por conta de nós dois sermos dois caras orgulhosos demais. Eu não estou disposto a perder isso aqui. Você tá? É, acho que não.

Sabe, minha vida inteira, nunca tive um amigo em que eu confiasse totalmente. Até que bum. A gente se conheceu esse ano. E,cara, eu confio totalmente em você. Meu melhor amigo, o irmão que nunca tive, um elo que eu não quero perder de maneira alguma.

Não deixe isso acabar. Vamos jogar todo esse orgulho tolo para escanteio. Sei que eu não gosto de futebol, e sim de vôlei, mas tem expressão melhor pra isso? Rebater? Não essa é de basquete.Não é?
Eu não tô pronto pra desistir. E eu me sentiria traído, e profundamente magoado se você abrisse mão. Amizade é como um cabo de guerra, sabia? Se os dois puxarem juntos, os dois lados caem. É preciso sincronia se quiser ganhar. Sincronia com seu colega, que tá te ajudando a puxar pro teu lado.

Mas amizade não é um cabo de guerra. Se soltarmos juntos a corda, nem guerra nem paz existirá. Precisamos chegar num acordo. Sem magoas e sem mentiras que intitulamos de verdades.
Topa começar de novo? Um novo jogo. E jogos requerem igualdade. Amizade requer igualdade. Eu estou disposto a isso, cê tá? Vem comigo, brother!

You Might Also Like

1 comentários

  1. Boa tarde Sara como é maravilhoso viajar nas palavras sentir cada aroma da vida florescendo em tão delicados sentires ,vivendo e partilhando tão belos momentos ,a vida é certamente uma dádiva de Deus ,muitos beijinhos felicidades

    ResponderExcluir

Olá, o que achou? Comente, juro que respondo assim que possível. Se quiser pode me mandar um email também por:
sarasblog07@gmail.com

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images